CONFRARIA GASTRONÓMICA DO BACALHAU - Apartado 85, 3834-909 ÍLHAVO - PORTUGAL

Início > Historial
Historial (cont.)

O lançamento em Ílhavo dos livros “A História da Pesca do Bacalhau” de autoria de Manuel Luis Pata (três volumes) e “Há Gaivotas no Mar” do Confrade Cachim, a presença da Confraria em reuniões com outras Confrarias Gastronómicas em todo o País, Espanha, Itália e Noruega a presença na Escola de Hotelaria de Coimbra e nos Festivais do Azeite, a ida aos EUA (Newark, Elizabeth e New York), tendo estado presente nas comemorações do Dia de Portugal, a presença no Centro Comercial Norte Shopping, Matosinhos e no Colombo em Lisboa apoiar as inaugurações dos restaurantes, só de bacalhau, o apoio e a presença em iniciativas de carácter cultural em colaboração com o Museu Marítimo de Ilhavo, o apoio a exposições de fotografia e ao lançamento do livro “40 anos de Fotografia” do Confrade Carlos Duarte, a presença em vários programas dos três canais de televisão, a presença em suplementos temáticos assim como em publicações nacionais e estrangeiras, a edição de “cadernos” sobre: a “Pesca do Bacalhau” do Capitão Francisco Marques, “O Aparecimento da Ria de Aveiro” de autoria do Cap. São Marcos, “Ílhavo e o Mar” do Cap. de Mar e Guerra Rodrigues Pereira, e o “Comércio do Bacalhau no Mediterrâneo” cujo autor é o professor universitário e Director do Museu Marítimo, Álvaro Garrido, a publicação em jornais regionais de receitas à base de bacalhau, a compilação de ementas antigas de bacalhau, a edição do Boletim Informativo “Fiel Amigo”, a visita a empresas de bacalhau e vinícolas (da Bairrada) e a visita e viagem no navio Creoula, têm sido algumas das muitas iniciativas feitas ao longo de 10 anos de existência.

A Confraria do Mar de Matosinhos, a Confraria da Chanfana de Poiares, a Confraria do Nabo & Cª. de Mira , a Confraria do Arroz e do Mar da Figueira da Foz e a Confraria das Sainhas de Vagos, foram apadrinhadas pela Confraria Gastronómica do Bacalhau.

Em Janeiro de cada ano é organizada a festa de aniversário, denominada “Grande Capítulo Gastronómico”. Nesta festa entronizam-se os novos Confrades assim como os Confrades Honra.


Com este título, já foram entronizadas instituições, como a Câmara e Junta de Freguesia de Ílhavo, a Reitoria da Universidade de Aveiro, o Centro de Saúde de Ílhavo, Rota da Luz, Governo Civil de Aveiro e Confraria do Bacalhau de Eibar (País Basco-Espanha) além de, Gilberto Madail, Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Capitão Francisco Marques, último Capitão do navio da pesca do bacalhau à vela Creoula, Chefe Silva, conhecido cozinheiro e autor do livro “Bacalhau à Portuguesa” escrito em português e inglês e dedicado à Confraria, Henrique Mendes, locutor de televisão, Amílcar Malhó jornalista e realizador de televisão, Carlos Tavares, Bagão Félix e Costa Neves, (Ministros), Hélio Loureiro, cozinheiro do Hotel Palácio do Porto e da Selecção Portuguesa de Futebol e autor de vários livros de culinária, Mário Nuno, proprietário da Quinta das Bágeiras na Bairrada, António Meireles ex-Presidente da Associação dos Industriais do Bacalhau e proprietário da empresa de pesca Tavares & Mascarenhas, Capitão Tenente, Martins da Cruz, ex-Comandante do navio Creoula, Capitão de Mar e Guerra, Rodrigues Pereira, antigo Comandante do porto de Aveiro e membro da Secção Cultural do Ministério da Marinha e actualmente Director do Museu da Marinha de Lisboa, o Cônsul de Portugal em Bilbao, José Lomba, Álvaro Garrido, Director do Museu Maritimo de Ílhavo e professor universitário em Coimbra, o Cientista e Investigador Mário Ruivo, o antigo atleta olímpico Dionísio Castro e Pedro Machado actual Presidente do Turismo do Centro, Eng. Carlos Martins da Martifer, Capitão Waldemar Aveiro, Capitão Vitorino Ramalheira, Confrade Narciso da Confraria do Barco Rebelo, Rádio Terra Nova, Diário de Aveiro e Escola Superior de Estudos Industriais e Gestão do Porto.


As escolhas destas entidades para Confrades de Honra é feita sempre com o objectivo de as mesmas, ajudarem a Confraria a divulgar o “fiel amigo”.


Recentemente uma delegação da Confraria deslocou-se a Itália tendo participado no festival europeu “Sete Sóis Sete Luas” que se realizou na Toscana, e onde o cozinheiro Jorge Pinhão da “Confratasca” mostrou aos milhares de visitantes como em Portugal se confecciona o bacalhau havendo ainda uma prova de vinhos e aguardentes da Quinta das Bageiras (Bairrada).


A Confraria atribuiu ao Hotel de Ílhavo o Certificado de Honra pelo êxito alcançado nas jornadas gastronómicas que o hotel realizou com o nome “Sabores do Bacalhau” e que teve o apoio da Confraria.

Tem participado, juntamente com a Casa do Azeite, nas jornadas Gastronómicas de Bacalhau que decorreram nos diversos Hotéis Mercure espalhados pelo país e nas “Jornadas del Bacalao de Portugal” que se realizaram em Santander a convite do mais famoso restaurante da região, “Zacarias”, onde o cozinheiro da Confratasca, Jorge Pinhão e o Grão Mestre Reigota mostraram aos milhares de visitantes como em Portugal se cozinha o “fiel amigo”.

 

Em 2009, e após a eleição do actual Grão Mestre, foi proposto pelo Grão Mestre Conselheiro que fosse atribuido ao Grão Mestre cessante, João Reigota, o título de Grão Mestre Honorário, proposta que foi aprovada por unânimidade e aplauso por todos os Confrades presentes nessa Assembleia Geral. Este reconhecimento é inteiramente merecido não só porque o Confrade Reigota foi um dos fundadores da n/ Confraria como sempre desenvolveu um notável trabalho na sua divulgação em Portugal e Espanha.

 

Além de várias presenças em programas dos tres canais da televisão portuguesa, no Jantar de Natal de 2011 e no  XIII Capítulo em 2012, estiveram presentes a televisão nacional da Coreia do Sul, a Rede Globo do Brazil, a RTP/Internacional e pela 1ª. vez a "Joyful" orgão de comunicação online.

 
2017 Confraria Gastronomica do bacalhau. Todos os direitos são reservados